Participantes: 20 pessoas aproximadamente.
Tempo: 45 minutos.
Objetivos: Conscientizar os membros do grupo para observar as boas qualidades nas outras pessoas e despertá-las para qualidades até antes ignoradas pelas mesmas.
Material: lápis e papeleta.
Descrição:
O dinamizador iniciará dizendo que, na vida diária, a maioria das vezes as pessoas observam não as qualidades, porém os defeitos do próximo. Nesse instante, cada qual terá a oportunidade de realçar uma qualidade do colega. Para isso:
1. O dinamizador distribuirá uma papeleta para todos os participantes. Cada qual deverá escrever nela a qualidade que no seu entender caracteriza seu colega da direita.
2. A papeleta deverá ser completamente anônima, sem nenhuma identificação. Para isso não deve constar nem o nome da pessoa da direita, nem vir assinada.
3. A seguir o dinamizador solicita que todos dobrem a papeleta para ser recolhida, embaralhada e redistribuída.
4. Feita a redistribuição, começando pela direita do dinamizador, um a um lerá em voz alta a qualidade que consta na papeleta, procurando entre os membros do grupo a pessoa que, no entender do leitor, é caracterizada com esta qualidade. Só poderá escolher uma pessoa entre os participantes.
5. Ao caracterizar a pessoa, deverá dizer porque tal qualidade a caracteriza.
6. Pode acontecer que a mesma pessoa do grupo seja apontada mais de uma vez como portadora de qualidades, porém, no final, cada qual dirá em público a qualidade que escreveu para a pessoa da direita.
7. Ao término do exercício, o dinamizador pede aos participantes depoimentos sobre o mesmo.